Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

80% dos contratados na RMC têm Ensino Médio; avaliação é do Observatório PUC-Campinas

As empresas da RMC, a Região Metropolitana de Campinas, criaram em outubro 8.375 novos postos formais de emprego. O saldo positivo nas contratações, que aconteceu pelo quarto mês consecutivo, também foi favorecido pelos ajustes no mercado de trabalho principalmente em prol dos grupos formados por profissionais com Ensino Médio. 80% das vagas formais de emprego criadas no período foram ocupadas por essas pessoas, também pertencentes à faixa etária de 18 a 24 anos.

A avaliação é do Observatório PUC-Campinas, divulgada por meio da assessoria de imprensa da universidade na última sexta-feira (27).

Ainda segundo a instituição, na contramão dos funcionários com Ensino Médio e mais jovens, trabalhadores com mais de 50 anos de idade seguem tendo seus espaços diminuídos. Por gênero, 37% dos cargos criados foram preenchidos por mulheres.

Segundo a economista e responsável pelo estudo, Eliane Rosandiski, a retomada das oportunidades é resultado da maior flexibilização das medidas de distanciamento social, que permitiu a reabertura de estabelecimentos antes impedidos de funcionar por causa da crise do coronavírus, com destaque pra indústria, comércio e serviços.

Ainda de acordo com a economista e responsável pelo estudo, Eliane Rosandiski, é preciso ter cuidado ao analisar as perspectivas pros próximos meses. Ainda não há, segundo a especialista, sinalizações contundentes sobre o fim da crise econômica.

O Observatório PUC-Campinas também informou que as cidades de Campinas, Americana, Indaiatuba e Sumaré se destacaram positivamente em outubro na criação de postos de trabalho. E o único município onde isso não aconteceu, considerando toda a Região Metropolitana, foi Jaguariúna.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

A Voz do Brasil