Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Guilherme Maldaner

Advogado é preso por suspeita de assediar mulheres em bar de Campinas

Um advogado de Campinas foi preso neste domingo (7), em um bar do Jardim Planalto, acusado de assédio por mulheres que estavam no local. Nicholas Guedes Coppi, de 30 anos, pagou uma fiança de 5 mil reais e foi liberado depois do registro da ocorrência.

Segundo o boletim de ocorrência, o advogado começou a falar com mulheres que estavam no local e depois passou a tocá-las e a puxar as mãos. Depois desta ação, outros homens interviram e começaram uma briga contra o suspeito.

No total, cinco mulheres prestaram depoimento contra o advogado. O caso foi encaminhado para o plantão da 2ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde foi registrado como importunação sexual.

De acordo com o advogado, ele realmente conversou com algumas garotas, mas afirmou que ninguém se sentiu incomodado. Além disso, ele disse que a briga começou por causa de um dos sócios do local, que foi tirar satisfação.

O advogado se pronunciou através de uma nota oficial. Confira ela na íntegra:

“O advogado Nicholas Coppi informa que lamenta o ocorrido e que em momento algum teve a intenção de ofender as pessoas. Coppi é um respeitado profissional do Direito, ético e incansável na busca pela justiça. Afirma que sempre tratou as mulheres com respeito e que está inconformado com as acusações, pois são incompatíveis com a sua história de vida. Por fim, o advogado deixa claro que não praticou nenhuma importunação ou abuso, o que já foi declarado por ele às autoridades, e que tem a certeza de que tudo será devidamente explicado”.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Em Romaria