Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Anvisa recebe resultados iniciais dos estudos com a coronavac

O Instituto Butantan encaminhou para a Anvisa os documentos preliminares da coronavac, vacina contra o coronavírus desenvolvida em parceria com o laboratório Sinovac.

A informação foi confirmada na tarde deste sexta-feira (02), durante coletiva do Governo do estado. A Anvisa recebeu os documentos por meio de plataforma virtual criada para agilizar os processos de registros de potenciais vacinas contra o coronavírus.

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, com a análise dos documentos preliminares, o tempo de aprovação da coronavac pode diminuir.

“Foram encaminhados um conjunto muito grande de documentos que envolvem desde a parte de desenvolvimento inicial da vacina, já resultados preliminares já publicados em relação aos teste pré-clínicos e, na sequência, dados da segurança já disponíveis e que também anunciados. Agora a anvisa passa a analisar cada um desses documentos, daí a importância do procedimento, quer dizer, ela já começa a analisar os documentos com muita antecedência e, portanto, o prazo de análise final deve ser  muito encurtado.” 

A meta do Governo de São Paulo é iniciar a campanha de vacinação contra o coronavírus na segunda quinzena de dezembro com os grupos prioritários que vão ser definidos entre o Instituto Butantan e o Ministério da Saúde, como afirma o secretário estadual de Saúde, Dr. Jean Gorinchteyn. 

“O Sistema Único de Saúde (SUS) ele é universal e vai acolher indistintamente todos os brasileiros independente da sua condição social. A questão é que nós vamos ter que avaliar quais serão as prerrogativas definidas pelas câmaras técnicas de grupos prioritários, pessoas que sejam portadoras de doenças, pacientes obesos, idosos, enfim…” 

A vacina coronavac segue na fase 3 do estudo, última fase antes da aprovação. 

Em setembro, a Anvisa autorizou a ampliação dos testes de nove mil para treze mil voluntários em dezesseis centros de pesquisa. De acordo com o Butantan, a expectativa é que os voluntários sejam todos vacinados ainda em outubro.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Visão Geral