Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Após acordo com Ministério da Saúde, Rede Mário Gatti vai ser ponto de vacinação contra o novo coronavírus

Campinas deve ser uma das primeiras cidades do país a receber a vacina contra o novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette, durante live realizada na tarde desta segunda-feira (28).

O presidente da rede Mário Gatti, Dr. Marcos Pimenta, foi consultado pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira (25) sobre a possibilidade do hospital ser um dos pontos que vai aplicar a vacina. Segundo o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, a administração municipal agora aguarda os próximos passos do Ministério da Saúde.

“A rede Mário Gatti foi consultado pelo Ministério da Saúde para ser um ponto da aplicação da vacina. Nós já demos o “ok”, foi o primeiro contato inicial e agora nós vamos aguardar os próximos passos que teremos nessa questão da vacina. Campinas, então, estará junto com as primeiras cidades que receberão a vacina depois de aprovada”.

O Ministério da Saúde ainda não divulgou o cronograma de distribuição da vacina contra o novo coronavírus. Atualmente, duas estão em teste no Brasil: a vacina da universidade de Oxford e a coronavac, do laboratório chinês Sinovac. As duas ainda dependem dos resultados da última fase de testes e da aprovação da Anvisa para que a distribuição seja divulgada, como explica o secretário municipal de Saúde, Dr. Carmino de Sousa.

“Essa questão logística das vacinas ainda não foi trabalhada. O Brasil… ainda bem que nós temos o SUS, ainda bem que nós temos uma enorme rede de unidades básicas de Saúde porque é através delas que nós vamos chegar com a vacina, como fazemos com a da gripe e como fazemos com todas as outras. Então, eu acho que a rede Mário Gatti, o hospital, talvez participe até das fases finais da introdução da vacina aqui. Eu não participei diretamente nisso, mas toda nossa rede vai participar disso, com certeza”. 

Além do hospital Mário Gatti, a expectativa da Prefeitura de Campinas é que toda a rede de saúde pública da cidade sirva como ponto de vacinação contra o novo coronavírus.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!