Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Aulas dos 5º e 9º anos retornam em 07 de outubro na rede municipal de Campinas

Os alunos das quintas e nonas séries das escolas municipais de Campinas podem voltar às aulas presenciais a partir de sete de outubro. Apesar da autorização, o retorno não é obrigatório e os pais que não quiserem enviar os filhos às escolas devem orientá-los a seguir com o ensino virtual, assim como os alunos das demais séries.

O retorno das aulas presenciais também vai acontecer para os últimos anos dos cursos técnicos do CEPROCAMP e no Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Alunos com mais de sessenta anos, deficiências ou comorbidades não podem retornar.  

Segundo a Prefeitura de Campinas, oitenta por cento dos pais que responderam a consulta pública sobre o retorno presencial disseram que não vão encaminhar os filhos para as escolas até o final do ano. 

Para o retorno das atividades, as escolas e o transporte escolar devem seguir protocolos sanitários e os alunos dos quintos e nonos anos que retornarem às aulas vão receber materiais de proteção individual. Segundo o prefeito Jonas Donizette, com o retorno das aulas, cerca de vinte mil famílias podem deixar de receber cestas básicas:

“A grande parte de quem está recebendo vai continuar recebendo. A dúvida fica: aquele aluno que retornou, legalmente, eu posso continuar dando cesta? Porque ele vai ter a refeição na escola. A ideia da cesta é suprir a falta da merenda que a criança tinha na escola. Nós vamos estar servindo merenda com essa diferença que eu falei: ao invés da criança se servir vai vir o prato feito para a criança”.

Na tarde desta segunda-feira (14), a Prefeitura de Campinas anunciou que as escolas particulares podem receber alunos de todas as idades para aulas presenciais a partir de sete de outubro, e que o ensino privado deve seguir os protocolos sanitários e garantir aulas virtuais para os alunos que não puderem ou quiserem retornar às escolas.

O decreto municipal passa a valer a partir desta terça-feira (15), e define as regras para a rede municipal de ensino e para as escolas particulares da cidade. Escolas estaduais devem seguir as orientações do Governo do Estado. 

A Prefeitura de Campinas Informou ainda que cerca de 27% dos professores da rede municipal possuem doenças crônicas e não devem retornar para as aulas presenciais. Segundo a administração municipal, ainda não há data definida para que os professores que vão receber os alunos nas escolas sejam testados para covid-19.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Panorama Regional