Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Câmara de Sumaré quer garantir abastecimento de água para serviços essenciais da cidade

O presidente da Câmara de Sumaré, vereador Willian Souza (PT), protocolou um projeto de lei para garantir o fornecimento de água para serviços considerados essenciais na cidade como escolas, unidades de saúde e casas de pessoas doentes.

A proposta foi apresentada após problemas com o abastecimento na última semana, que deixou quase 80% dos moradores de Sumaré sem água por cinco dias.

A medida, caso aprovada pelos vereadores e sancionada pelo prefeito Luiz Dalben (PPS), vai valer quando houver interrupções por conta de manutenções previamente agendadas, obras ou quaisquer intervenções técnicas na rede. A responsabilidade disto vai ser da BRK Ambiental, empresa responsável pelo abastecimento de água em Sumaré.

Caso a lei seja aprovada, a concessionária será multada no valor R$ 1 mil para cada descumprimento, ficando a prefeitura responsável pela fiscalização e aplicação da multa.

Ainda de acordo com a proposta, o fornecimento emergencial vai ser feito por meio de caminhões-pipa ou outras alternativas. O objetivo é possibilitar o abastecimento de água dos reservatórios dos estabelecimentos, em quantidade correspondente com a necessidade e pelo período em que persistir a interrupção do abastecimento regular.

Para o vereador Willian Souza, esta medida é necessária para dar garantias à população de Sumaré.

Ainda de acordo com a proposta, a BRK Ambiental vai ter um prazo de até seis horas para atender à solicitação dos usuários afetados.

O presidente da Câmara de Sumaré, vereador Willian Souza, afirmou que a relação da cidade de Sumaré com a BRK Ambiental foi muito afetada pelos problemas com abastecimento de água da última semana.

A BRK Ambiental informou que não conhece os detalhes do projeto de lei, mas está à disposição do vereador.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Rádio Brasil Campinas - A Rádio da Nossa Gente!