Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Celulares da população vão ser usados pra monitoramento de aglomerações no Estado de São Paulo 

O Governo de São Paulo, por meio de uma parceria com quatro das maiores operadoras de telefonia do País, vai monitorar aglomerações de pessoas por meio dos aparelhos celulares da população. Trata-se do Simi, que é o Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo, lançado oficialmente no começo da tarde da última quinta-feira (9).

As informações foram divulgadas durante uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Além de acompanhar e medir a adesão à quarentena em todo o Estado, vão ser enviadas mensagens de alerta pra moradores das regiões com maior incidência do novo Coronavírus. Caso seja necessário, ações de orientação e advertência vão ser adotadas nas áreas com mais casos.

Para garantir a privacidade de cada cidadão, o monitoramento é feito com base em dados coletivos coletados em aglomerados a partir de 30 mil pessoas. Agentes públicos e a população, como um todo, poderão ter acesso a esses dados.

Segundo o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), essa medida é mais uma aplicada pra aumentar a taxa estadual de isolamento social.

Na avaliação da secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, todas as medidas de segurança foram adotadas pra impedir que os dados da população sejam usados de forma indevida.

Os dados do isolamento em todas as regiões de São Paulo serão divulgados em um boletim diário. O relatório vai apontar as cidades e regiões com mais ou menos adesão à quarentena.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube