Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Com pandemia, estoques de sangue caem e Hemocentro da Unicamp pede doações

Os estoques de todos os tipos sanguíneos estão em níveis críticos no Hemocentro da Unicamp. Com a pandemia da Covid-19, as doações caíram cerca de 22%. Para reverter o problema, o Hemocentro pede que os possíveis doadores busquem um dos quatro pontos fixos de doação ou as unidades móveis de coleta de sangue. 

Além da queda nas doações, a volta das cirurgias eletivas nos hospitais justifica os baixos níveis dos estoques sanguíneos, como afirma o Dr. Fabricio Biscaro, diretor técnico do Hemocentro da Unicamp.

“Houve uma redução nas doações em torno de 20%, 22%, que a gente atribui à pandemia. Isso, por si, já seria suficiente para causar os estoques baixos, porém nas últimas duas, três semanas o consumo vem aumentando porque com o retorno das cirurgias eletivas, com maior circulação de pessoas voltaram a acontecer casos de traumas e necessidade de cirurgia. Com a doação em baixa e o consumo em alta, infelizmente, a gente está enfrentando esse problema de falta de sangue”.

Segundo o Dr. Fabricio Biscaro, todas as unidades de coleta de sangue do Hemocentro foram adaptadas para garantir a segurança dos doadores.

“Agora o doador deve agendar sua doação através do site para que não haja aglomerações. A gente mudou os protocolos de distanciamento e higienização das cadeiras para garantir a segurança de quem vem doar e é obrigatório o uso de máscara enquanto o doador estiver nas dependências do Hemocentro. Tudo isso para garantir uma doação segura. Então, o doador pode vir tranquilo para o Hemocentro, as medidas foram adotadas. Aqui ele vai estar seguro e ajudando quem realmente precisa”. 

Podem fazer a doação de sangue as pessoas com idades entre 18 e 69 anos, que pesam no mínimo cinquenta quilos e são saudáveis. Jovens com 16 e 17 anos podem doar desde que estejam acompanhados pelos responsáveis.

Entre as pessoas que não podem doar sangue estão aquelas que tiveram febre ou sintomas de gripe nos últimos 14 dias. Maiores de sessenta anos que nunca doaram antes, e portadores de sífilis, malária e doença de chagas também não podem doar.  

Em Campinas, o Hemocentro tem duas unidades fixas: uma no campus da Unicamp e outra no Hospital Mário Gatti. As demais unidades estão no Hospital Estadual de Sumaré e no Hemonúcleo de Piracicaba. Todas as unidades atendem de segunda-feira à sábado.

Para agendar o horário da doação ou buscar outras informações, o doador pode ligar no número 0800 722 8432 ou acessar o site hemocentro.unicamp.br 

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Panorama Regional