Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Congelamento de preços na Argentina deve influenciar as exportações industriais brasileiras

A Argentina é o terceiro país que mais recebe produtos do Brasil. Somente em março foram quase R$ 3 bilhões em produtos e serviços exportados do Brasil para a Argentina. Porém, esta situação pode mudar nos próximos meses, segundo o CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

O governo argentino anunciou, no último dia 17 de abril, o congelamento de preços de aproximadamente 60 produtos básicos, ente outras medidas para conter a elevada inflação no país e reativar o consumo interno. A inflação da Argentina teve um aumento de quase 55% nos últimos 12 meses.

Por conta disto, o setor industrial brasileiro teme que o congelamento de preços em um dos principais parceiros comerciais do Brasil resulte em uma redução drástica nas exportações nacionais.

Segundo a diretora adjunta de Comércio Exterior do CIESP Campinas, Carmem Pavin, a medida é muito perigosa e pode afetar vários setores produtivos.

O impacto das medidas na Argentina deve afetar de forma direta a RMC (Região Metropolitana de Campinas). As exportações regionais para o país governado por Maurício Macri representam aproximadamente 15% do total.

Para o diretor interino do Ciesp Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, uma ação direta do Governo Brasileiro neste caso, por meio de decretos, por exemplo, pode não ser a melhor solução.

Para mais informações sobre as exportações brasileiras é necessário acessar o site do Ministério da Economia em www.mdic.gov.br

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube