Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

CoronaVac é eficaz contra as variantes do novo coronavírus, diz secretário de Saúde do Estado de SP

O secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse nesta segunda-feira (29) que a CoronaVac é eficaz contra várias cepas do novo coronavírus, como a P1, a variante brasileira. A afirmação foi feita no período da manhã, durante coletiva de imprensa da liberação de mais cinco milhões de doses do imunizante produzido pelo Instituto Butantan ao Ministério da Saúde, feita na sede do instituto, na Capital Paulista.

As declarações do secretário foram uma resposta a uma pergunta sobre um estudo, apresentado pela Prefeitura de São Paulo na última semana, de que 64% dos infectados com a Covid-19 na capital foram com a P1, também conhecida como variante de Manaus do vírus.

De acordo com Jean Gorinchteyn, sem muitos detalhes, a CoronaVac gerou uma resposta eficaz nos pacientes contra as novas variantes da Covid-19. Ele também disse que mais três milhões de doses da vacina poderão ser fabricadas em São Paulo no começo de abril, com a chegada de mais insumos vindos da China. O objetivo é cumprir a meta de entregar, ao Ministério da Saúde, 46 milhões de doses da CoronaVac até o fim do mês que vem.

Outro assunto abordado na coletiva de imprensa foi a participação de um hospital de Nova York, dos Estados Unidos, no desenvolvimento da vacina ButanVac. A informação foi divulgada pela Folha de S.Paulo na última sexta-feira (26), mesmo dia em que o Governo de São Paulo anunciou que a ButanVac seria um produto 100% brasileiro. O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), afirmou que não sabia dessa informação no dia do anúncio do novo imunizante.

João Dória também comentou sobre a divulgação na última sexta de que o pedido de testes clínicos pra outra vacina, apoiada financeiramente pelo Governo Federal e estudada na USP, em Ribeirão Preto, também está em análise na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). De acordo com ele, trata-se de mais uma vacina de São Paulo. Por fim, o Governo Paulista também informou que espera uma aprovação para os próximos dias, por parte da Anvisa, do pedido de testes da ButanVac. Caso isso ocorra, os estudos de fase 1 do imunizante contra o novo coronavírus devem começar ainda no mês de abril.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!