Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Dados atuais da pandemia da Covid-19 não indicam uma segunda onda, diz secretário de Saúde do Estado de São Paulo

O Governo de São Paulo informou no começo da tarde desta quinta-feira (12) que os dados atuais da pandemia da Covid-19 não indicam que a segunda onda da doença, em vigor em vários países da Europa, esteja acontecendo neste momento no território paulista. 

As declarações foram feitas pelo secretário de Saúde do Estado de São Paulo, o infectologista Jean Gorinchteyn, durante coletiva de imprensa transmitida pela internet e realizada diretamente do Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo Paulista.

Ele fez os comentários sobre uma reportagem, publicada por vários veículos de comunicação como o Estadão e o El País, sobre hospitais privados da Capital Paulista estarem com um novo aumento de internações por causa da Covid-19. 

A segunda onda de casos do novo coronavírus só acontece depois de um primeiro pico infeccioso agudo, seguido de uma queda considerável no número de casos e mortes, e depois de um novo aumento significativo dos registros da Covid-19.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, há contato entre os donos dos hospitais privados e o Poder Público.

Na avaliação da secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen, os dados das últimas semanas reforçam a estabilidade de casos do novo coronavírus.

Até o fechamento desta reportagem tinham sido confirmados em São Paulo 1.156.652 casos e 40.202 mortes por Covid-19.

Imagem: Governo do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!