Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Déficit comercial na Região Metropolitana de Campinas se aproxima dos R$ 33 bilhões

A balança comercial da Região Metropolitana de Campinas atingiu, após fechamento do mês de outubro, um déficit de quase R$ 33 bilhões em 2019. O resultado foi apresentado em um estudo do Observatório PUC-Campinas, divulgado na última semana.

Ao mesmo tempo, segundo a análise da instituição, ocorreu uma nova queda no saldo regional de exportações: 15,6% em relação ao mesmo período de 2018. Isto é explicado pela redução nas vendas de medicamentos e acessórios para veículos motorizados.

Ainda de acordo com o Observatório PUC-Campinas, a redução na exportação de itens ligados a veículos reforça o forte impacto sofrido pela indústria automobilística na região em 2019: em um ano, a venda de automóveis ao exterior sofreu queda de mais de 55%, principalmente devido à crise no principal mercado de destino, a Argentina.

Em entrevista à Rádio Brasil Campinas, o economista, professor extensionista e autor do estudo, Paulo Oliveira, a dependência de insumos vindos do exterior precisa diminuir para ocorra um desenvolvimento econômico sustentável na RMC.

Considerando todo o ano de 2019, até outubro, as empresas da Região Metropolitana de Campinas já importaram mais de R$ 47 bilhões em produtos e serviços, enquanto no mesmo período foram importados quase R$ 15 bilhões.

De acordo com o economista, professor extensionista e autor do estudo do Observatório PUC-Campinas, Paulo Oliveira, a situação vivida na região não é exclusiva.

O Observatório PUC-Campinas, responsável pelo estudo, faz monitoramento de dados socioeconômicos da Região Metropolitana de Campinas em alguns eixos temáticos: Atividade Econômica, Comércio Internacional, Emprego, Renda, Sustentabilidade, Desafios do Milênio; e Indicadores Sociais.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!