Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Demandas das indústrias vão ser enviadas aos candidatos às prefeituras da RMC

Os principais candidatos e candidatas às prefeituras da RMC, a Região Metropolitana de Campinas, vão receber demandas e sugestões das indústrias da região. O objetivo do CIESP, o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, é que essas propostas sejam incluídas no planos de governo dos participantes das eleições municipais deste ano, previstas pra acontecerem em novembro.

As informações foram divulgadas na manhã desta terça-feira (21), em uma coletiva de imprensa transmitida via internet, com os diretores regionais do CIESP.

De acordo com os representantes do Centro das Indústrias do Estado na região de Campinas, as principais entidades empresariais da região vão se unir ao CIESP pra formular as propostas. No entanto não foi informado quais critérios vão ser usados na escolha dos principais candidatos às prefeituras da RMC pra uma debate com portas fechadas, e nem um prazo pro envio destas propostas.

Segundo o diretor titular do CIESP em Campinas, José Nunes Filho, essas reivindicações vão ter um caráter construtivo, por meio de um encontro presencial com os principais candidatos e candidatas. “Nós vamos, como sempre fizemos, vamos reunir as entidades pra conversar com os candidatos”, explicou.

Na avaliação do diretor de Comércio Exterior do CIESP em Campinas, Anselmo Riso, a ideia principal dessa ação é ajudar no desenvolvimento econômico da Região Metropolitana, com foco na logística, inovação e tecnologia, entre outras áreas. “O objetivo é proporcionar coisas que existem em outras regiões pra aumentar a competitividade das empresas daqui”, disse.

Ainda na coletiva de imprensa foi divulgada a pesquisa da sondagem industrial, que considerou a avaliação dos empresários das indústrias da RMC sobre a pandemia da Covid-19 no mês de junho, e os dados sobre o comércio exterior. Boa parte dos industriais considera que a crise econômica resultante da pandemia vai continuar até o ano que vem e houve uma queda nas exportações regionais de mais de 23%, comparando junho deste ano com o mesmo período do ano passado.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Povo de Deus