Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Dória afirma que paulistas vão receber a vacina coronavac após aprovação da Anvisa

O governador João Dória anunciou nesta sexta-feira (23) que se o Ministério da Saúde não distribuir a coronavac para os brasileiros após a aprovação da Anvisa o Governo de São Paulo vai comprar a vacina para os paulistas.

O anúncio veio após o presidente Jair Bolsonaro afirmar na manhã da última quinta-feira (22) que o ministério da Saúde não vai comprar o imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Segundo Dória, se a afirmação do presidente da República for confirmada, além de distribuir a coronavac para os paulistas o Governo do estado de São Paulo vai vender a vacina para outros estados, municípios e países.

“Se diante de uma circunstância negacionista como infelizmente afirmou o presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem pela manhã, que mesmo com a aprovação da Anvisa o Ministério da Saúde não distribuiria e não permitiria o acesso dos brasileiros à vacina do Butantan, São Paulo tem um plano alternativo e eu garanto que aqui em São Paulo, os brasileiros de São Paulo, serão imunizados com a vacina do Butantan, com toda segurança que ela oferece e aprovação da Anvisa e vamos sim vender a vacina para outros estados, municípios e para outros países também”.

Presente na coletiva do Governo de São Paulo realizada nesta sexta-feira (23), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou ter cancelado o encontro com Dória na última quarta-feira (21) após sentir uma indisposição. 

Segundo Maia, é preciso que exista diálogo com o presidente Jair Bolsonaro para garantir a imunização dos brasileiros assim que uma vacina contra a Covid-19 for aprovada. 

“Eu tenho certeza que com a vacina, com os testes da vacina do Butantan, que não é um instituto qualquer, não foi criado ontem, tem uma história de respeito e de admiração de todos os brasileiros, quando ele estiver aprovada pela Anvisa que a gente consiga sim com diálogo com o presidente da República, com o ministro da Saúde – esse diálogo já existe – com o Congresso Nacional, que a gente possa autorizar não apenas essa vacina para os brasileiros, mas todas as vacinas que forem aprovadas”.

 

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

A Voz do Brasil