Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Eficácia da CoronaVac é de 78% pra casos leves da Covid-19

O Instituto Butantan, mantido pelo Governo de São Paulo, divulgou na tarde desta quinta-feira (7) as taxas de eficácia da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida em parceria com o laboratório farmacêutico chinês SinoVac. Pra casos leves a taxa é de 78%, chegando a 100% pra casos moderados e graves da doença.

As informações foram divulgadas em uma coletiva de imprensa realizada na sede do Instituto Butantan, em São Paulo, transmitida por meio das redes sociais.

Os dados, baseados no estudo clínico realizado no Brasil e que contou com a participação de mais de 12 mil profissionais de saúde voluntários em 16 centros de pesquisa, foram apresentados previamente à Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no período da manhã. Cabe à agência, após a formalização do pedido de uso emergencial ou do registro definitivo da vacina, autorizar o uso do imunizante e a sua distribuição à população.

Os resultados foram comemorados pelo diretor presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. A taxa de 78% para os infectados que apresentaram casos leves ou precisaram de atendimento ambulatorial significa que, a cada cem voluntários que contraíram o vírus, somente 22 tiveram apenas sintomas leves, mas sem a necessidade de internação hospitalar.

De acordo com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), trata-se de um momento em que as discussões políticas devem ficar em segundo plano. Existem divergências entre o Governo Paulista e o Governo Federal neste tema. Ele fez uma crítica indireta ao presidente Jair Bolsonaro e homenageou as vítimas da Covid-19.

Em nota enviada à Rádio Brasil Campinas, a assessoria de imprensa da Anvisa informou que recebeu informações do Instituto Butantan sobre a eficácia e segurança da vacina. Ainda de acordo com a agência, não houve submissão do pedido de uso emergencial pelo Instituto, mas sim a apresentação de informações gerais sobre os estudos. Uma nova reunião deve ser realizada pro detalhamento das informações. Por sua vez o Governo de São Paulo insiste que começará a vacinação contra a Covid-19, com a CoronaVac, em 25 de janeiro.

Imagem: Assessoria de imprensa do Governo de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Estação Brasil