Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Estado de São Paulo tem alta de casos, óbitos e internações por Covid-19 nas últimas quatro semanas

Os três indicadores da pandemia da Covid-19 apresentaram alta no estado de São Paulo nas últimas quatro semanas.

O número de casos subiu 54%, o de internações 13%. Já o número de óbitos por Covid-19 saltou 34%.

Na última semana epidemiológica houve aumento de 3% na taxa de novos casos e de 6% no número de óbitos. No mesmo período, o número de internações caiu 1%.

Segundo o secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, o governo estadual está reorganizando os leitos hospitalares para atender os pacientes e não descarta a possibilidade de abrir novos leitos ou reativar os hospitais de campanha.

“O que nós temos feito nesse momento é um reforço das unidades hospitalares tanto UTI, quanto enfermaria que foram desmobilizadas para atender outras doenças. Ao mesmo tempo nós estamos atentos à necessidade de abertura de novos leitos se assim for necessário. Nós não descartamos nenhuma hipótese, neste momento não será necessário, mas estamos atentos”. 

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (21), o governo de São Paulo anunciou abertura de licitações para compra de 100 milhões de seringas e agulhas e reafirmou que a campanha de vacinação contra Covid-19 no estado vai ter início em 25 de janeiro.

A expectativa do governo estadual é que a Anvisa aprove o uso emergencial da corona vac em até dez dias após a entrega dos resultados dos testes da fase clínica que devem ser encaminhados na próxima quarta-feira, dia 23 de dezembro. 

O pedido será enviado à Anvisa e aos órgãos reguladores da China no mesmo dia e, na hipótese da Agência Brasileira não aceitar os pedidos de aprovação e uso, a autorização chinesa será usada como recurso, explica o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. 

“Nós aguardaremos 10 dias úteis para o retorno da Anvisa. Estamos muito confiantes com a qualidade dos dados e com a interlocução com a Anvisa, então acreditamos que haverá sim a aprovação da vacina. Isto não ocorrendo, existe a possibilidade de usar o registro feito na China para solicitar aqui o reconhecimento da nossa Anvisa, é um procedimento que está previsto na legislação.”

Nesta segunda-feira (21) o governador João Dória anunciou que o Instituto Butantan vai receber mais três lotes da coronavac ainda neste mês.

No dia 24 de dezembro deve chegar o lote com 5 milhões e 500 mil doses do imunizante, o maior até o momento. As próximas entregas estão previstas para os dias 28 e 30 de dezembro. Segundo o governo de São Paulo, ainda em 2020 o estado vai totalizar 10 milhões e 800 mil doses da coronavac. 

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!