Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Estado de São Paulo volta para a fase amarela a partir de quarta-feira (02)

A partir desta quarta-feira (02), todas as regiões do Estado de São Paulo estão na fase amarela. A mudança foi anunciada nesta segunda-feira (30) durante coletiva do Governo Estadual.

Na última semana, o Centro de contingência da Covid-19 de São Paulo registrou queda de 14% no número de novos casos, no entanto, houve aumento de 12%  no número de óbitos e de 7% nas internações.

Até esta segunda-feira (30), 76% da população de São Paulo estava na fase verde, o que corresponde a seis regiões do Estado. As demais regiões estavam na fase amarela, na qual permanecem.

Em Campinas, durante live realizada nesta segunda-feira (30), o prefeito Jonas Donizette, que na última semana afirmou várias vezes que Campinas não regrediria da fase verde, disse não ter recebido a informação previamente.

“Os prefeitos não tinham conhecimento, pelo menos falando em meu nome, dessa decisão tomada hoje pelo Governo do Estado. Particularmente, acho ruim no sentido de que um dia após as eleições tenha sido feita essa divulgação sem prévia consulta aos prefeitos e, principalmente, aos prefeitos eleitos agora”.

Na fase amarela todos os setores do comércio podem abrir respeitando ocupação de 40% da capacidade e limite de dez horas diárias, que podem ser consecutivas ou em dois períodos, desde que encerramento das atividades não ultrapasse as dez horas da noite. Eventos com público em pé estão proibidos na fase amarela. 

Segundo o governador João Dória, novas restrições devem ser apresentadas na próxima semana para proibir festas e aglomerações. As medidas devem ter vigência em todos os 645 municípios paulistas.

“Não é hora de festa, aglomeração ou comemoração. Só poderemos voltar a ter celebrações depois da vacina, enquanto isso não devemos fazer aglutinações nem públicas nem privadas. Quero antecipar aqui que o Governo do Estado de São Paulo vai aplicar medidas proibindo qualquer tipo de festa enquanto não tivermos a vacinação dos brasileiros de São Paulo”.

O Governo de São Paulo também alterou o prazo de análise dos dados da pandemia e capacidade de atendimento hospitalar por região, que deixa de acontecer a cada quatro semanas e passa a ser considerada em intervalos de sete dias.

Segundo o Governo de São Paulo, a atualização de todo o Estado para a fase amarela não muda a programação de volta às aulas da Secretaria de Educação e não há previsão de fechamento de escolas. 

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Povo de Deus