Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Guilherme Maldaner

Falha técnica na Fiocruz atrasou processamento de lotes da vacina de Oxford e emperrou calendário de vacinação

O atraso na entrega de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, processadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a Anvisa, ocorre devido a uma falha técnica dentro dos laboratórios do instituto.

Segundo relatos de fontes internas, uma máquina reservada para o processamento do produto teve desempenho aquém dos parâmetros exigidos. De acordo com o calendário da Fiocruz, seriam distribuídas 2milhões e 800 mil doses este mês.

Com o atraso, a Fiocruz não deve entregar as doses ao Plano Nacional de Imunização nas datas previstas inicialmente. Com isso, a vacinação do grupo prioritário no país, principalmente idosos e profissionais da saúde, também vai ser atrasada.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Santa Missa – Catedral