Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Fase Emergencial vai ser prorrogada no Estado de SP até o dia 11 de abril

O Governo de São Paulo confirmou na tarde desta sexta-feira (26), em nova coletiva de imprensa, a prorrogação da fase emergencial do Plano SP até o dia 11 de abril. Se trata do grau mais restritivo, até agora, das medidas de restrição da circulação de pessoas e das atividades não essenciais no Estado desde o começo da pandemia da Covid-19, em março do ano passado.

Desde o último dia 15 de março, a fase emergencial determina o toque de recolher nas 645 cidades paulistas todos os dias, entre 20h e 5h, além de impedir o acesso a parques e praias. Qualquer tipo de aglomeração está proibida em São Paulo e o uso de máscaras deve ser intensificado em qualquer ambiente interno ou externo de acesso público, além de outras restrições.

Segundo o médico e coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 do Governo de São Paulo, Paulo Menezes, a desaceleração do ritmo de novos casos graves do vírus é resultado da adoção da fase emergencial do Plano São Paulo. Apesar da animação, foram registradas na última quinta-feira (25) 1.193 novas mortes provocadas pelo coronavírus. É um novo recorde em 24h, com um total de mais de 70 mil óbitos desde o começo da pandemia.

Ainda na coletiva de imprensa foi anunciada a criação de uma rede de transfusão de plasma pra tratamento de doentes do novo coronavírus. O Instituto Butantan vai coordenar a nova estrutura de coleta, distribuição e uso do produto nos serviços de saúde de todo o Estado, com testes em Araraquara e Santos. O diretor-presidente do Instituto, Dimas Covas, comentou sobre a importância da ação.

O Governo Paulista também divulgou a data do início da vacinação pra 340 mil idosos com 68 anos em São Paulo. Vai ser a partir de 5 de abril. Com este novo grupo, deverá ser batida a marca de seis milhões de pessoas com imunização contra a Covid-19 em todo o Estado.

Por fim foi confirmada, na coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, a suspensão da operação descida na Rodovia dos Tamoios, um dos principais acessos às praias do Litoral Norte. O objetivo é desestimular o aumento do fluxo de veículos rumo às praias durante a fase emergencial do Plano São Paulo e no feriado prolongado decretado na cidade de São Paulo. A suspensão, como já acontece no Sistema Anchieta Imigrantes, vai durar até o dia 4 de abril. 

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!