Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Stefani Pereira

Gestantes suspendem pré-natal durante a pandemia por medo de contágio

De acordo com dados da pesquisa ‘’Mulheres Grávidas e Puérperas diante do Cornavírus’’ realizada pelo Instituto Patrícia Galvão e Instituto Locomotiva com 2.753 mulheres de 18 a 44 anos entre 23 de julho e 8 de agosto de 2020 revelou que dificuldades para realizar exames, medo de contágio pelo novo coronavírus e desinformação são alguns dos obstáculos encontrados pelas mulheres no sistema público de saúde durante este período.

E sobre isso, vamos ouvir o médico responsável pelo setor de ginecologia do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu, Sebastião Pinto Júnior.

Ainda segundo a pesquisa, 85% das mulheres que estavam grávidas quando o novo coronavírus chegou ao Brasil ficaram com medo de se contaminar, e uma em cada três diminuiu a ida as consultas e a realização de exames presenciais.

Sem as consultas de pré-natal, muitas gestantes acabam indo as emergências com queixas vagas que, muitas vezes, são angústias e inquietações por falta de acompanhamento. Ao superlotar as emergências com casos que não são de emergência, aumentam, inclusive, as chances de contaminação por coronavírus.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Notícias em 30