Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Governo de São Paulo anuncia abertura de 11 hospitais de campanha; AME Campinas está na lista

O governo de São Paulo planeja abrir 11 hospitais de campanha na Grande São Paulo, interior do estado e litoral, entre os dias 20 e 31 de março.

Ao todo, serão 280 leitos, 140 de UTI e 140 de enfermaria para pacientes com covid-19.

Os hospitais de campanha serão abertos nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AME) de Santo André, Andradina, Santos, Tupã, Barretos, Botucatu, Itapetininga, Ourinhos e Campinas. Também atuaram como hospitais de campanha a unidade de saúde Lucy Montoro de Fernandópolis e o Hospital São José na Zona Norte da capital. 

Atualmente, quatro hospitais de campanha recebem pacientes em 65 leitos de enfermaria e 59 de UTI em Heliópolis, Zona Sul de São Paulo, e nas cidades de Franca, Bebedouro e Bauru. 

A taxa total de ocupação de leitos de UTI- covid no estado de São Paulo está em 80%, na tarde desta segunda-feira (08).

Nos últimos sete dias, a taxa de internação pela doença teve alta de 19%. O número de novos casos subiu 7% e o de óbitos 17,8%.

Para o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, o Plano São Paulo foi capaz de controlar o avanço da pandemia em 2020, no entanto, as festas de final de ano e as novas variantes resultaram em um novo surto de internações por covid-19.

No último final de semana, a taxa de isolamento social no estado foi de 46% no sábado e 51% no domingo. Segundo o governador João Dória, se a fase vermelha e o toque de restrição não surtirem efeito no combate à pandemia, é possível que, orientado pelo Centro de Contingência, o estado decrete medidas mais restritivas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, desde que o toque de restrição teve início no estado de São Paulo, as polícias Militar e Civil receberam mais de 517 mil denúncias de aglomerações e dispersou 28.500 festas. No mesmo período, cerca de 4 mil multas foram aplicadas.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Panorama Regional