Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Governo de São Paulo prorroga quarentena até 22 de abril; número de casos no Estado é considerado dentro do esperado

O período de quarentena no Estado de São Paulo foi prorrogado em todas as 645 cidades paulistas até o próximo dia 22 de abril. A decisão foi anunciada no começo da tarde da última segunda-feira (6), em uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

A medida foi tomada após uma reunião do governador do Estado, João Dória (PSDB), com 15 médicos do Centro de Contingência do coronavírus, que apontaram que o contágio já chegou a cem cidades paulistas e mais de 400 hospitais públicos e privados. Projeções divulgadas na coletiva apontam que prolongar o distanciamento social pode evitar mais de 160 mil mortes em todo o Estado de São Paulo.

No anúncio foi determinado que a prorrogação da quarentena, que começou em 24 de março, deverá ser cumprida pelos prefeitos e prefeitas do Estado. Nenhuma aglomeração em nenhum Município do Estado vai ser permitida. As Guardas Municipais e Metropolitanas estão autorizadas a recorrer à Polícia Militar pra dissipar qualquer movimento ou aglomeração de pessoas.

Durante a coletiva de imprensa, o governador João Dória citou uma série de autoridades que são favoráveis à política de isolamento social.

O médico infectologista David Uip é coordenador do Comitê de Combate ao Coronavírus no Estado de São Paulo. Ele tem mais de 70 anos de idade e estava afastado por estar com a doença até recentemente. Emocionado, ele avaliou que as medidas de isolamento social são as melhores saídas, no momento, pra que vidas como a dele sejam salvas.E que o número de casos em São Paulo, até o momento, é considerado normal.

No fim da coletiva foi informado de que quase 200 mil comprimidos de hidroxicloroquina foram distribuídos nos hospitais do Estado pra testes autorizados pelo Ministério da Saúde. O objetivo é determinar, com embasamento científico, se esse medicamento pode ser usado no combate ao novo Coronavírus.

Imagem: Governo do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!