Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Governo de SP flexibiliza uso de máscaras a partir de 11 de dezembro

O uso de máscaras ao ar livre vai deixar de ser obrigatório no Estado de São Paulo a partir do dia 11 de dezembro.  

A única exceção está relacionada ao transporte público: o uso das máscaras vai continuar obrigatório nas estações de ônibus, trem e metrô mesmo após o dia 11 de dezembro. 

Apesar da liberação nos outros espaços ao ar livre, é importante que as pessoas avaliem cada situação para decidirem se vão ou não tirar as máscaras, afirma o coordenador do Comitê Científico, Dr. Paulo Menezes. 

No início deste mês, o Comitê Científico divulgou a taxa de vacinação ideal e os três indicadores diários que apontariam o momento de tirar a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre. 

O comitê havia determinado que seria necessário chegar a 75% da população com o primeiro ciclo vacinal completo, menos 1.100 novos casos, menos de 300 internações e menos de 50 óbitos por dia.

Nesta quarta-feira (24) a taxa de paulistas com o primeiro ciclo vacinal completo é de 74,58% e o Governo de São Paulo afirma que o Estado vai chegar à marca de 80% no dia 30 de novembro. 

Nas últimas 24 horas, 1.524 novos casos da doença e 94 óbitos foram registrados e 2.574 pessoas estavam internadas em leitos de UTI ou enfermaria.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, todos os indicadores vão ser atingidos antes da liberação das máscaras, mas a atenção da pasta está voltada para a vacinação, afirma o secretário Jean Gorinchteyn.

Antes de liberar o uso de máscaras ao ar livre, o Governo de São Paulo vai fazer uma mega operação para vacinar cerca de 4,3 milhões de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose e 3 milhões de pessoas que já podem receber a terceira dose.

A ação vai acontecer entre os dias 1º e 10 de dezembro. A operação vai permitir que as pessoas participem das festas de final de ano com mais segurança, afirma a coordenadora do Programa Estadual de Imunização Regiane de Paula.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

O Som do Sagrado