Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Governo prevê que Trem Intercidades deve ser licitado ainda neste ano

O projeto de retomar o transporte ferroviário de passageiros entre Campinas e São Paulo vai ser mudado. A proposta do Governo de São Paulo, de levar os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) da linha que liga Jundiaí até a Estação da Luz, em São Paulo, foi descartada pelo governador João Dória (PSDB).

O tucano afirmou isto na última quinta-feira, durante a inauguração da Ponte da Esperança, em Hortolândia.

A proposta, lançada em setembro do ano passado pelo então governador Márcio França (PSB), candidato na época à reeleição, previa que a viagem entre Campinas e São Paulo durasse aproximadamente uma hora e meia, com uma parada em Jundiaí. A expectativa na ocasião era de que seriam transportadas até 1 mil pessoas por trem, de duas a três vezes por dia nos dois sentidos.

Ainda de acordo com a proposta, o trilho existente entre Campinas e Jundiaí precisaria ser recuperado e eletrificado, para permitir a utilização de trens já utilizados pela CPTM.

Segundo o governador João Dória, o plano da gestão anterior não vai ser mais colocado em prática.

O primeiro trecho do TIC (Trem Intercidades) deve ligar as cidades de São Paulo, Jundiaí, Campinas e Americana, em 135 quilômetros de trilhos e nove estações. A estimativa inicial é de que o ramal transporte aproximadamente 68 mil passageiros por dia.

De acordo com o governador João Dória, o financiamento para viabilizar o Trem Intercidades deve contar com o apoio da iniciativa privada.

O projeto do Trem Intercidades foi orçado inicialmente em R$ 8 milhões. No entanto, ainda não há estimativa de quando o trem vai começar a operar.

Imagem: Governo do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Agora 2ª Edição