Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Hospital de Campanha do Ibirapuera vai receber pacientes de Campinas

O Hospital de Campanha, que atende pessoas com Covid-19 no complexo esportivo do Parque do Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo, vai começar a receber pacientes do interior do Estado, preferencialmente da região de Campinas. A informação foi anunciada no começo da tarde desta quarta-feira (8) em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado.

A principal justificativa disso, segundo o Governo Paulista, é que a estrutura montada na capital pode ser usada pra atendimento dos casos de pessoas do interior sem um aumento dos gastos. O custo mensal de manutenção do Hospital do Ibirapuera é de aproximadamente R$ 10 milhões. É uma alternativa considerada mais econômica do que desmontar o hospital de campanha e remontá-lo em Campinas, por exemplo. 

Os atendimentos pros pacientes do interior nos 240 leitos de enfermaria e nas 28 de UTI, as Unidades de Terapia Intensiva, no Hospital de Campanha do Ibirapuera, podem ser feitos imediatamente. É o que garantiu o governador João Dória (PSDB). “Não há necessidade de montar um hospital de Campanha em Campinas se nós temos um na capital com condições plenas de funcionamento. É mais barato e mais eficiente transportar os pacientes pra São Paulo”, comentou.

O aumento do número de casos e de mortes, causados pelo novo coronavírus, no interior do Estado é um fato que continua preocupando o Governo de São Paulo. Este, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi, é um outro fator que pesou na decisão de direcionar pacientes do interior, especialmente de Campinas, pra serem atendidos no hospital de campanha da Capital Paulista. Mais de 70% dos casos da Covid-19 estão atualmente no interior e Campinas é uma das cidades com mais ocorrências. “Nós seguimos avançando com reforço da capacidade hospitalar, principalmente nas regiões com uma capacidade mais elevada, como as regiões de Campinas e Ribeirão Preto”, disse.

No fim da coletiva o Governo de São Paulo informou que o número de leitos de UTI nas cidades paulistas mais do que dobrou desde o começo da pandemia. Passou de 3,6 mil pra 8,1 mil, com mais de 2,4 mil respiradores destinados pro SUS, que é o Sistema Único de Saúde. 

Imagem: Leitos do Hospital de Campanha do Ibirapuera – Governo do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Panorama Regional