Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Guilherme Maldaner

Justiça nega pedido de condenação por suposto “caixa 2” de Jonas

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido do Ministério Público de condenação por improbidade administrativa do ex-prefeito Jonas Donizette, do PSB. Segundo o Ministério, Jonas estaria envolvido em um suposto esquema de “caixa 2” do Grupo CCR.

De acordo com a promotoria, o grupo, que possui concessões de rodovias em São Paulo, teria pago 100 mil reais em doações irregulares em campanhas eleitorais.

Na decisão de ontem (3), a juíza da 15ª Vara da Fazenda Pública do TJ, Gilsa Elena Rios, afirmou que nem todo ato de imoralidade dá oportunidade para a improbidade. Além disso, ela disse que não seria possível enquadrar uma doação de recursos não contabilizados como um ato de improbidade.

Segundo a juíza, os pagamentos, feitos em 2013, podem não ter ligação com o cargo ocupado por Jonas. De acordo com a defesa do ex-prefeito, a decisão tomada é correta.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Experiência de Deus