Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Mais de quatro mil postos de emprego na indústria são fechados na região; é o pior saldo dos últimos três anos

O saldo de empregos formais na indústria da região de Campinas, de janeiro a setembro de 2019, foi o pior dos últimos três anos. Foram 4.150 postos de trabalho fechados nos primeiros nove meses deste ano. Para os empresários, a crise na Argentina e a indefinição nas reformas do Governo Brasileiro explicam os números divulgados pelo CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) na manhã desta terça-feira (22).

Entre janeiro e setembro de 2018 o saldo de empregos formais na indústria regional foi de 2.150 contratações. No mesmo período do ano anterior o saldo positivo foi um pouco menor: apenas 400 vagas de emprego foram abertas nas indústrias da região de Campinas.

Ainda segundo o CIESP, em apenas dois meses de 2019 ocorreram mais contratações do que demissões: em fevereiro, quando 50 postos formais de emprego foram abertos, e em julho, quando 400 vagas com carteira assinada foram ocupadas na indústria regional.

Para o diretor interino do CIESP Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, a crise na Argentina, que vai passar por uma eleição presidencial no fim do mês, é um dos motivos para os números negativos.

O diretor interino do CIESP Campinas também comentou sobre um segundo fator que está influenciando o nível de empregos na indústria regional: a política nacional.

Para mais informações sobre os dados de emprego na indústria da região de Campinas acesse o site www.ciesp.com.br

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube