Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Mais vacinas, com organização e estrutura vão permitir a antecipação da vacinação contra a Covid em SP, diz João Dória

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), voltou a falar da antecipação em 30 dias da projeção de vacinação contra a Covid-19 pra população em geral. Na avaliação dele, a disponibilidade cada vez maior de imunizantes contra o vírus, além ‘da organização e planejamento’ do Programa Estadual de Imunização, foram determinantes pra antecipação anunciada na tarde do último domingo (13).

O governador se manifestou sobre o assunto na manhã desta segunda-feira (14), em uma coletiva de imprensa na sede do Instituto Butantan, em São Paulo. O instituto, mantido pelo Governo do Estado, é o responsável por produzir e repassar ao Ministério da Saúde as doses da CoronaVac, uma das vacinas aplicadas no Brasil contra o novo coronavírus.

De acordo com o Governo Paulista, todos os moradores de São Paulo com mais de 18 anos poderão, até 15 de setembro, ter recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Perguntado sobre isso, João Dória disse que o nível da produção de vacinas no Brasil, como a CoronaVac, foi um dos fatores considerados pra nova projeção.

Ainda segundo o governador João Dória, a estrutura e organização do poder público em São Paulo foi outro ponto determinante que favoreceu a divulgação de uma nova projeção pra vacinação contra a Covid-19 no Estado.

Caso você ouvinte da Rádio Brasil queira saber mais detalhes da nova projeção da vacinação contra a Covid-19 em São Paulo, deve acessar o site vacinaja.sp.gov.br.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!