Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Guilherme Maldaner

Ministério prevê 562,9 milhões de doses contra covid-19; três empresas não têm o aval da Anvisa

Diante da lentidão na vacinação da população contra o novo coronavírus, o Ministério da Saúde prometeu entregar 562 milhões 900 mil doses até o fim do ano. Para cumprir a meta, foram assinados contratos com sete empresas, sendo que três delas não tiveram seus imunizantes aprovados pela Anvisa.

As três vacinas, Covexin, Sputnik e Janssen, são responsáveis por 68 milhões de doses previstas no plano apresentado pelo ministro geral, Eduardo Pazuello. Isso representa 12%dos imunizantes dos contratados ainda não têm o aval da Anvisa.

Um problema nas promessas do Ministério da Saúde é que elas não têm sido cumpridas. Em fevereiro, já foram distribuídas menos doses. Já em março, a pasta também reduziu a previsão de distribuição de vacinas por quatro vezes.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Panorama Regional