Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Missa e palestra são realizadas em homenagem aos 40 anos do Hospital PUC-Campinas

O Hospital PUC-Campinas completou, nesta quinta-feira (10), 40 anos de existência.

Criado no fim da década de 1970, o local foi batizado originalmente com o nome do médico Celso Pierro, que havia idealizado a construção de uma “Cidade da Saúde” na região, mas que morreu antes disso virar realidade. A família dele doou a construção já realizada para a PUC-Campinas, que comprou a área próxima que restava.

Uma série de ações foi realizada na quinta-feira para comemorar os 40 anos do hospital. A primeira delas foi uma missa solene, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom João Inácio Müller, na Igreja Nossa Senhora da Esperança, no Campus II da PUC-Campinas.

Segundo Dom João, a presença de Deus pode ser claramente percebida no trabalho desenvolvido no hospital e em todos os funcionários.

Depois da missa foi realizada uma palestra pelo arcebispo Emérito de Campinas, Dom Gilberto Pereira Lopes, que também atua no Hospital PUC-Campinas como capelão-mor há 15 anos. Após isto foi apresentado o vídeo comemorativo dos 40 anos do Hospital e entregue uma revista comemorativa.

Segundo o superintendente do hospital, Antônio Celso de Moraes, o local é extremamente importante para a comunidade.

Uma das autoridades presentes nos eventos foi o reitor da PUC-Campinas, professor Germano Rigacci Junior. Ele avaliou a relação entre o hospital e a universidade.

O deputado estadual Rafa Zimbaldi (PSB), que foi vereador e presidente da Câmara de Campinas, comentou sobre os benefícios que o Hospital PUC-Campinas proporciona para a população da cidade.

O Hospital PUC-Campinas é mantido pela Sociedade Campineira de Educação e Instrução. Hoje, atende, mais de dois milhões de pessoas por ano.

Imagem: Felipe Zangari

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

A Voz do Brasil