Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Missa solene da Imaculada Conceição lota a Catedral Metropolitana de Campinas

A Catedral Metropolitana de Campinas recebeu na manhã do último domingo (8) a missa solene de Imaculada Conceição. Ela é padroeira da Arquidiocese Metropolitana e da cidade de Campinas. A celebração foi presidida pelo Arcebispo de Campinas, Dom João Inácio Müller, e teve a presença de vários membros do clero e de fieis católicos.

O Papa Pio IX, em 1854, declarou o dogma da Imaculada Conceição de Maria. Desde então os Católicos passaram a acreditar que Maria nasceu Imaculada, quer dizer, nasceu sem pecado, não tendo herdado o pecado de Adão.

Ainda segundo o Dogma, a Virgem Maria, desde o primeiro instante de sua concepção, foi preservada do pecado original. Foi um privilégio dado por Deus por causa do filho dela, Jesus Cristo.

O ajudante de pedreiro Marcelo Pereira da Silva é de Hortolândia e acompanha as missas da Catedral de Campinas em todos os domingos. Ele falou sobre as graças que alcançou por meio da Imaculada Conceição.

A auxiliar de logística Andreia Gomes é de Campinas e começou a frequentar a igreja depois de ter sonhado com Nossa Senhora da Conceição. Ela também disse sobre a importância da fé na Imaculada.

Para o monsenhor Rafael Capelato, pároco da Catedral Metropolitana, a celebração para Imaculada Conceição é importante por vários motivos.

Na homilia da missa solene, o Arcebispo de Campinas Dom João Inácio Müller explicou que Deus está sempre dizendo sim para a humanidade.

Missas em homenagem à Imaculada Conceição foram realizadas em todas as paróquias da Arquidiocese de Campinas. Ontem também foi realizada a Procissão Luminosa, que saiu da Basílica Nossa Senhora do Carmo.

Imagem: Camilla Godoy

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube