Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

MP vai investigar Conselho Tutelar sobre caso de menino encontrado dentro de barril em Campinas

O Ministério Público (MP) vai investigar por meio da Promotoria da Infância e Juventude de Campinas se o Conselho Tutelar, o Caps, Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e o Cras, Centro de Referência da Assistência Social, estavam cientes dos maus tratos sofridos por um menino de onze anos encontrado preso a um barril de metal no último final de semana.

No domingo (31), o Conselho Tutelar informou que já acompanhava o caso da criança há cerca de um ano. Nesta segunda-feira (01), o prefeito Dário Saadi afirmou que o Conselho Tutelar, Cras e Caps devem apresentar em até 24 horas um relatório sobre tudo o que foi registrado durante o acompanhamento do caso do menino.

A Polícia Militar resgatou a criança após denúncia de vizinhos. O menino foi encontrado sem roupas dentro de um barril de metal com braços, cintura e pés amarrados e há pelo menos quatro dias não era alimentado. Ele foi enviado para o hospital Ouro Verde com sinais de desnutrição e permanece internado.

A ocorrência foi registrada na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), no Jardim Londres. O processo vai correr em segredo de Justiça.

O delegado de plantão determinou a prisão do pai da criança e, caso ele seja denunciado e condenado, pode receber pena mínima de prisão de 2 a 8 anos. Já a namorada dele e a filha da namorada podem ser responsabilizadas por omissão e receber pena de 1 a 4 anos de detenção.

Foto: Polícia Militar do Estado de São Paulo

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

O Som do Sagrado