Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Guilherme Maldaner

Mulher leva morto para prova de vida em suposta tentativa de fraude

A Polícia Civil de Campinas abriu inquérito para apurar uma suposta tentativa de fraude contra a previdência do Estado ou bancária, no início de outubro. Uma mulher, de 58 anos, levou um morto ao banco, em uma cadeira de rodas, para fazer prova de vida.

A mulher foi detida e levada para o 1º Distrito Policial, onde prestou depoimentos e foi liberada. O caso foi registrado como morte suspeita, porém a polícia solicitou um laudo para o Instituto Médico Legal, para saber há quanto tempo o homem estava morto.

A mulher relatou que era casada com o idoso e que era responsável pela conta bancária do marido, porém havia esquecido a senha e precisava de uma nova. O caso ocorreu na agência do Banco Brasil, na Rua Costa Aguiar, no centro da cidade.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Agora 2ª Edição