Ao vivo

notícias

5 de julho de 2024

Pesquisa do Procon-SP revela diferença dos preços dos medicamentos

Entre os genéricos e os de referência, a disparidade chega a ser superior a 600%

ouça a notícia

O levantamento anual mais recente divulgado pelo Procon-SP, aponta que a diferença entre os preços dos medicamentos genéricos em relação aos de referência superaram os 600%.

Foram analisados ao todo 48 medicamentos, sendo genéricos e de referência, em mais de 10 cidades do interior e da capital paulista.

Apesar dos resultados, a pesquisa apontou uma redução de variação de preços dos medicamentos, em comparação com os dados de 2023.

Quem explica mais sobre esses dados é o diretor executivo do Procon-SP, Luiz Orsatti Filho.

Em Campinas, a comparação foi feita entre as oito principais farmácias da cidade e os resultados mostram que o consumidor pode economizar, em média, até 55% na compra de medicamentos genéricos.

De acordo com a pesquisa, em relação aos medicamentos de referência, a maior diferença de preços foi o da Loratadina, sendo que o maior preço é de R$22,70 centavos, enquanto que o menor preço é de R$10,73 centavos.

Luiz Orsatti Filho reforça a necessidade do consumidor em pesquisar os valores em diversos estabelecimentos, a fim de economizar e evitar pagar preços abusivos.

Em caso de abuso de preços de medicamentos, o consumidor pode fazer uma denúncia no site da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, pelo endereço gov.br/anvisa  e indicar o endereço da farmácia, além do preço ofertado pelo estabelecimento. 

 

 

Fotografia: Fábio Pozzebom / Agência Brasil


Leia e ouça também:

Laura Saroa

Laura Saroa

Estagiária

Laura Saroa

Laura Saroa

Estagiária

Compartilhe essa matéria