Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Giovanna Giuga

Número de mortes em Campinas sobe 264% em um mês

Quando Campinas iniciou a reabertura gradual do comércio, no início de junho, a expectativa era de uma contenção do número de casos de covid-19 para que a cidade pudesse avançar no plano de retomada do Governo de São Paulo. Agora, nesta terça-feira (30), em que se completa três meses do anúncio da primeira morte por coronavírus na cidade, o que se vê é que o número de óbitos disparou e subiu 264,4% nos últimos 30 dias.

Desde o início da pandemia, foram 296 mortes e um total de 7.848 moradores infectados em Campinas. No primeiro mês, entre 28 de março e 27 de abril, aconteceram 21 óbitos. No segundo mês, entre 28 de abril e 27 de maio, foram 59 mortes, aumento de 181% em relação ao mês anterior. Agora, entre 28 de maio e 27 de junho, foram 215 óbitos, um aumento de 264,4% em relação ao mês anterior.

Porém mesmo com o novo fechamento do comércio e a abertura de novos leitos de UTI específicos para tratamento de pacientes com coronavírus, as vagas de alta complexidade disponíveis no SUS Municipal ficaram lotadas pelo 17º dia seguido nesta segunda-feira (29). Enquanto isso, o SUS estadual tinha apenas um leito disponível.

Já na rede privada, eram 120 pacientes em 158 leitos de UTI instalados, o que equivale a 76% de lotação. A Prefeitura de Campinas tem comprado leitos particulares diante da lotação no SUS.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!