Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Número de mortes mostra crescimento e afeta evolução do crescimento populacional

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  mostram que o Brasil registrou em 2020 o maior crescimento anual de mortes desde 1984.

Os óbitos cresceram 14,9% sobre os números de 2019. Já os nascimentos tiveram queda de 4,7% quando o mesmo período é estudado.

Em 2020, o Brasil registrou 1.513.575 mortes. O número representa 195.965 mortes a mais do que foi registrado em 2019. Todas as regiões do País registraram aumentos na quantidade de mortes.

Para o professor do Núcleo de Estudos da População da Unicamp’, Everton Lima, os resultados divulgados pelo IBGE produzirão um impacto direto na projeção de evolução da população no Brasil nos próximos anos.

O levantamento do IBGE revelou ainda que o número de casamentos teve, entre 2019 e 2020, uma queda histórica, de 26,1%. Foi a maior redução desde 1974. As uniões oficiais caíram de 1.024.676 em 2019 para 757.179 casamentos realizados no ano passado.

Para o professor Everton Lima, esse resultado tem um impacto reduzido nas projeções de natalidade e de crescimento demográfico.

Sobre as características dos óbitos registrados no território brasileiro, 99,2% foram por causas naturais. A maioria ocorreu entre os maiores de 60 anos, a faixa etária mais vulnerável à covid. O trabalho do IBGE mostra ainda que 73,5% das mortes aconteceram em hospitais.

Reportagem Elias Aredes foto de Paulo Pinto-Fotos Públicas

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

O Som do Sagrado