Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Prefeito de Campinas diz ser contra obrigatoriedade de vacinação contra a Covid-19

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB) disse nesta sexta-feira (23), em coletiva de imprensa, ser à favor de qualquer vacina comprovada cientificamente contra a Covid-19. No entanto ele afirmou ser contra obrigar qualquer pessoa a se vacinar. As declarações foram feitas em uma transmissão feita pela internet direto do Palácio dos Jequitibás, sede da Prefeitura.

As falas foram feitas por causa das recentes discussões entre o Governo de São Paulo e o Governo Federal sobre a CoronaVac. A vacina, desenvolvida pelo laboratório particular chinês SinoVac, está sendo testada no Brasil desde o fim de julho com supervisão do Instituto Butantan, mantido pelo Governo Paulista.

Nesta semana o governador João Dória (PSDB) e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, tinham concordado que o Governo Federal iria adquirir doses da vacina, caso a eficácia dela fosse comprovada. O acordo, no entanto, foi desautorizado na última quarta-feira (21) pelo presidente Jair Bolsonaro, depois de ser questionado por apoiadores nas redes sociais.

Durante a coletiva de imprensa em Campinas, o prefeito Jonas Donizette não se posicionou especificamente sobre a CoronaVac. Mas afirmou que toda e qualquer vacina, independente da nacionalidade, será apoiada por ele. E deu poucos detalhes sobre os motivos de não obrigar a vacinação contra a Covid-19, quando ela estiver disponível.

Na avaliação do secretário de Saúde de Campinas, Cármino de Souza, a politização da vacina contra o novo Coronavírus prejudica a ciência como um todo, além de toda a sociedade.

Desde o começo da pandemia no Brasil, foram confirmados em Campinas, até o fechamento desta reportagem. 36.798 casos, com 1.305 mortes causados pelo novo Coronavírus. No entanto já se recuperaram da doença 35.072 pessoas.

Imagem: EBC

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube