Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

Prefeitura de Campinas inicia vacinação contra Covid-19 dos profissionais de Saúde da linha de frente

A Secretaria de Saúde de Campinas iniciou nesta quinta-feira, 21, a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da área da Saúde que trabalham com pacientes contaminados pelo novo coronavírus.

Na noite da última quarta-feira, 20, a Secretaria Estadual de Saúde enviou 24.960 doses da Coronavac para Campinas. 

Segundo o prefeito Dário Saadi (Republicanos) todas as vacinas entregues vão ser usadas como a primeira dose de imunização. 

Segundo o secretário de Saúde de Campins, Lair Zambon, a Secretaria Estadual de Saúde se comprometeu a enviar mais vacinas para a segunda dose, que deve ser aplicada 21 dias após a primeira dose.

“Já está fixado que essas pessoas receberão e já está provisionado que receberão a segunda dose 21 dias depois”.

Até o início desta semana, os anúncios oficiais da Prefeitura de Campinas informavam que a cidade tem 15 mil profissionais de saúde atuando na linha de frente no SUS Municipal e na rede privada de Saúde.

No entanto, durante a cerimônia do início da vacinação dos profissionais do SUS Municipal, Dário Saadi disse que o número de 15 mil profissionais incluía apenas médicos e técnicos de enfermagem de UTIs e Prontos-Atendimentos de unidades específicas:

“15 mil a gente tinha restrito aos que atuavam em UTIs, prontos-socorros em unidades específicas. A partir do momento que chegou mais doses, nós ampliamos para mais profissionais de Saúde na linha de frente. Claro que na linha de frente não tem apenas médico e enfermeira, tem toda uma equipe multidisciplinar”. 

A primeira profissional da Saúde do SUS Municipal de Campinas a receber a dose da Coronavac nesta quinta-feira, 21, foi a médica do Hospital Mário Gatti, Maely Romy Ikuno. Ela teve Covid-19 no ano passado e conta que é emocionante estar imunizada.

“Eu fiquei muito lisonjeada, estou representando aqui todos os profissionais que trabalham na linha de frente desde o início da pandemia. Que essa seja uma nova fase para todo mundo, uma fase com mais esperança e que a vacina chegue para todo mundo”.

Para garantir que apenas profissionais que estão na linha de frente recebam as doses, a assessoria da Prefeitura de Campinas informa que os profissionais terão de apresentar documentos de identificação, além de ter um documento assinado pelo responsável pela instituição de saúde na qual trabalha.

O prefeito Dário Saadi (Republicanos) afirmou que se alguma irregularidade acontecer durante o processo de vacinação os envolvidos serão punidos criminalmente.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Campinas, as 24.960 doses vão ser distribuídas para 18 hospitais públicos e privados (incluindo Mário Gatti e Ouro Verde) e 67 Centros de Saúde.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!