Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Prefeitura de Campinas não descarta risco de casos de febre hemorrágica na cidade

Seis pessoas morreram neste ano em Americana por febre hemorrágica. A confirmação foi feita pela Prefeitura na última quinta-feira. A principal suspeita da Administração Municipal é de que as mortes tenham sido causadas por Dengue.

A situação das cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) é monitorada pelo DEVISA (Departamento de Vigilância em Saúde de Campinas). Campinas passa por uma epidemia de Dengue. Mais de 11,3 mil registros da doença estavam confirmados até a última sexta-feira.

Segundo o DEVISA, a Febre Hemorrágica é um conjunto de doenças, sendo a maior parte delas de origem viral, que se manifestam com um quadro de febre e fenômenos hemorrágicos. As doenças que podem se manifestar desta maneira são, além da dengue, a Febre Amarela, a Chikungunya, entre outras.

De acordo com o médico epidemiologista do DEVISA, André Ricardo Ribas Freitas, o risco de casos de Febre Hemorrágica em Campinas não está descartado.

Ainda segundo Ribas Freitas, é importante que as pessoas estejam alerta para os sintomas da Dengue.

Também de acordo com o médico epidemiologista do DEVISA, André Ricardo Ribas Freitas, é necessário tomar cuidado com a medicação usada no tratamento contra a doença, além de eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue.

Para mais informações sobre o assunto é necessário acessar o site da Secretaria de Saúde de Campinas em www.campinas.sp.gov.br/saude

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Brasil Esporte Clube