Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Quase metade dos domicílios visitados em Campinas não puderam ser acessados pela equipe de combate à dengue

Uma situação causa muita preocupação para a Secretaria de Saúde de Campinas. 45% dos domicílios visitados pela equipe de combate à dengue na cidade não puderam ser acessados. Os dados são do Devisa (Departamento de Vigilância Sanitária) de Campinas.

A cidade vive uma epidemia da doença. Foram registrados 16.445 casos de dengue no município desde o começo de 2019. A Secretaria de Saúde chegou a projetar cinco mil casos para todo este ano.

De acordo com o Devisa, os imóveis não acessados pela equipe da Secretaria de Saúde estão nas proximidades dos bairros Carlos Gomes e Taquaral e do Distrito de Barão Geraldo.

Segundo a bióloga e coordenadora do Programa de Arboviroses, Heloísa Malavasi, dois motivos explicam a impossibilidade de acesso aos domicílios.

A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que precisa água parada para se manifestar. Segundo o Ministério da Saúde, o período do ano com maior transmissão da dengue são os meses mais chuvosos de cada região.

Para a bióloga e coordenadora do Programa de Arboviroses em Campinas, Heloísa Malavasi, a falta de vistoria nos domicílios da cidade pode resultar em mais casos de dengue.

Para mais informações sobre o combate à dengue em Campinas acesse o seguinte site: www.campinas.sp.gov.br/saude

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!