Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Reflexão Dom João Inácio – 07-09-20

Acompanhe a mensagem desta segunda-feira (7) do nosso arcebispo, Dom João Inácio Müller, dia da Declaração da Independência do Brasil. Ele comenta também sobre o Grito dos Excluídos.

“Paz e benção ao senhor e a senhora, bom dia a você que nos acompanha pela rádio Brasil, hoje é dia 7 de setembro, segunda-feira, dia em que nós fazemos memória da proclamação da independência do Brasil, contudo, nós somos todos os anos convidados a refletir sobre o quanto mais todos nós precisamos nos empenhar para que no Brasil, seja de fato uma terra livre para todos, ou seja, uma terra onde todos tenham os elementos necessários para terem vida digna e nós sabemos que isso não acontece, não acontece para todos, e hoje também, desde os anos 90, a igreja católica promove, com todas as forças da sociedade, ‘O grito dos excluídos’, onde a igreja levanta a voz por aqueles que não tem voz, não conseguem fazer escutar a sua voz. Jesus já fez isso, depois a igreja sempre fez isso de uma ou de outra maneira, do concílio ecumeninco vaticao segundo, na Gaudium et Spes, é recordado de novo que as alegrias, as esperanças do povo são as da igreja, e nos anos 90, 1990, a igreja então, católica, ela instituiu esse grito dos excluídos juntamente com as outras forças da sociedade, movimentos populares, organizações da sociedade que buscam sempre uma vida condigna com o ser humano, nós também lembramos, o selá no encontro em Querigma, a igreja também se pronunciou de maneira muito forte, muito clara a favor de ser voz aos que não tem voz. Então, é algo que faz parte, um pouco, da nossa doutrina, nós não podemos ignorar aqueles que não tem o necessário para viver e nós precisamos, também faz parte da nossa doutrina, nossa fé, nós precisamos sim nos ocupar com as causas disso, nós sabemos que Jesus teve confrontos muito duros com os herodianos, com os fariseus, com os escribas e finalmente, também, com os romanos, com os representantes do império romano, ele disse palavras muito duras para Pilatos. Então, claro que isso levou ele depois a morte, mas nós precisamos sempre ter muito claro, que esse papel profético seja recordar sempre o sonho de Deus e gritar o sonho de Deus no mundo de hoje, nos momentos nos quais nós vivemos é algo que nos é requerido e Jesus também provocou seus discípulos, e por isso ele provoca a nós quando ele disse: ‘Daí a vós mesmos de comer’. Então Jesus quer dizer para nós daí-lhes, o daí vós ao povo a possibilidade de ter uma vida digna conforme é a vida do sonho de Deus.

Então, nesse dia, eu convido a vocês a entrar dentro dessa lógica fazendo memória da encarnação do verbo divino, Deus, que veio até nós, Ele se aliou a nós, Ele faz aliança conosco, Ele assumiu as nossas misérias e Ele se encarregou das nossas misérias, Ele na verdade foi a grande voz dos excluídos.

‘ O Anjo do senhor anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo; Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa palavra;E o verbo se fez carne e habitou entre nós: Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém!

Rogai por nós santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo, oremos: Infundi Senhor, como vos pedimos a vossa graça em nossos corações, para que havendo conhecido pela anunciação do anjo a encarnação de Jesus Cristo, vosso filho, cheguemos por sua paixão e morte de cruz, a glória da ressurreição, pelo mesmo Cristo Senhor nosso. Amém!

Senhor, no silêncio deste dia que amanhece, venho pedir-te a paz, a sabedoria, a força, quero olhar, hoje, o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente, ver teus filhos além das aparências como tu mesmo os vê, e assim, não ver, se não, o bem em cada um. Cerra meus ouvidos a toda calûnia, guarda minha língua de toda maldade, que só de benção se encha o meu espírito, que eu seja tão bondoso e alegre que todos os que se aproximarem de mim sintam a tua presença, reveste me de tua beleza ó Senhor, e que no decurso deste dia eu te revele a todos. Amém!’

Hoje Jesus cura um homem com a ‘mão seca’, é um homem, então pode ser qualquer pessoa do mundo de hoje. Ter a ‘mão seca’ significava estar com o coração fechado para de boa vontade, realizar a vontade de Deus, no mundo de hoje nós temos muitas pessoas com a ‘mão direita seca’, pessoas que conscientemente promovem as divisões e promovem um mundo que se torna tão difícil para quem tem menos condições, ‘mão seca’ significa criar estruturas que desfavorecem a igualdade para todas as pessoas, para todos os filhos e filhas de Deus.

Então, que todos nós neste dia tenhamos a coragem de estender a nossa mão direita, ou seja, abrir o nosso coração para que o nosso coração seja curado por nosso senhor, para que todos nós tenhamos coragem de entrar na lógica do Cristo, e sempre de novo promover a vida do outro. Que Nossa Senhora estenda o manto sobre todos nós, que ela nos ensine a fazer a vontade de Jesus Cristo, seu filho, e que a força, a graça e a bênção do alto desça sobre todos nós nesse dia, também sobre o Felipe e a sua equipa, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém! Abençoado dia.”

Nenhum evento encontrado!