Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Felipe Zangari

Reflexão Dom João Inácio – 08-09-20

Acompanhe aqui a oração e a mensagem do nosso Arcebispo nesta terça-feira, Festa da Natividade de Nossa Senhora.

“Paz e benção ao senhor, a senhora, bom dia a você que nos acompanha pela rádio Brasil, Felipe, abraço a você e a sua equipe, hoje é dia 8 de setembro e desde o século sétimo, por causa do Papa Sérgio I, a igreja celebra o nascimento de maria Santíssima, é o Papa Sérgio I no século sétimo, ele, olhando claro a tradição oriental, ele entendeu e introduziu para toda a igreja a comemoração do aniversário de Maria Santíssima, então, todos nós nos alegramos neste dia, e nós celebramos o aniversário de Maria, e Maria é tão importante, exatamente por causa de Cristo, porque Cristo é Deus e Cristo veio nos salvar, nosso salvador, então nós fazemos memória desse mistério da encarnação em que nós celebramos Maria Santíssima:

‘ O Anjo do senhor anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo; Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa palavra;E o verbo se fez carne e habitou entre nós: Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém!

Rogai por nós santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo, oremos: Derramai Senhor em nossas vidas vossas graças, para que nós, por meio do anúncio do arcanjo, viemos a conhecimento da encarnação de Jesus Cristo, vosso filho, por sua paixão e morte de cruz, a glória da ressurreição, pelo mesmo Cristo Senhor nosso. Amém!

E nesse dia, de aniversário de Maria Santíssima, nós rezamos a consagração a Nossa Senhora: Ó Senhora minha, ó minha mãe, eu me ofereço todo a vós, em prova de minha devoção para convosco, eu vos consagro neste dia, meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração e inteiramente todo o meu ser, e como assim sou vosso ó boa mãe, guardai-me e defendei-me como filho amado vosso. Amém!’

E nesse dia, da natividade de Maria Santíssima, eu medito o texto de Mateus 1, onde é narrado todos os antepassados de José até chegar então a Jesus, então nós vamos meditar com a igreja em oração. Então a primeira consideração que devemos ter ao pensar na natividade de Maria, é a realidade da encarnação, somente celebramos a festa da natividade de Maria, porque o filho de Deus a escolheu como mãe, para por meio dela, tornar-se também filho do homem. A encarnação não é um acontecimento casual, não devemos imaginar que o filho de Deus nada tinha a fazer em sua eternidade com o Pai, e para como que aliviar o seu tédio, resolveu aventurar-se no mundo nosso, dos homens. Não, não é assim, a encarnação do filho de Deus é uma realidade preparada e querida por Deus, é por isso que o evangelho começa com as palavras: ‘Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão’.

A origem de Jesus não se deu somente quando o anjo Gabriel apareceu a Virgem Maria anunciando a concepção do filho de Deus em seu seio pela ação do Espírito Santo, a encarnação, assim a bíblia nos mostra, começou quando Deus chamou Abraão para deixar a sua terra em Harã e partir para a terra que ‘Eu vou te mostrar’. O projeto divino de tornar-se homem para salvar-nos, perpassa a história de todas essas personagens lembradas no evangelho que a igreja lê no dia de hoje, e mostra, seu ponto culminante no ‘sim’ de Maria, que foi escolhida e preparada, foi salva por Cristo desde a sua concepção para ser a mãe que dá a luz, comprindo assim a profecia. A profecia de que ela seria a mãe, que a Virgem dará a luz um filho.

Os teólogos Franciscanos, diferentemente da teologia Tomista, eles sempre ensinam que desde sempre Deus tinha no projeto dele se encarnar, é um projeto de amor de Deus desde toda a eternidade, Deus não foi condicionado a encarnação por causa do pecado de Adão e Eva, ou seja, por causa do pecado do ser humano, um pecado não pode condicionar Deus a uma obra tão grande. Então, desde todo o sempre, Deus tinha o seu amor infinito, Deus desejou, planejou, quis e determinou que Ele ia se encarnar, então, Deus quis vir, se mostrar a nós e conviver conosco.

Que neste dia que nós celebramos o nascimento de Maria, nós reconhecemos a grandeza, como Deus desde todo o sempre foi pensando e foi preparando esta mãe de Jesus, e ela, então claro, nasceu e hoje nós celebramos com muita alegria e gratidão o nascimento de Maria e nós celebramos com maior gratidão o nascimento de Maria na proporção que nós amamos Jesus e que nós percebemos a importância de Jesus Cristo. Que Maria Santíssima nos ajude a sermos cada vez mais discípulos missionários de Jesus e pessoas que amam a pessoa de Jesus Cristo e se deixam encontrar por ele, que o manto da santa esteja sobre nós, hoje é dia de rezar o santo terço, de modo muito particular. E que a força e a graça do alto, a bênção do Pai, do Filho e do Espírito Santo desça sobre o senhor, sobre a senhora, sobre você. Abençoado dia!”

Nenhum evento encontrado!