Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Reflexão Dom João Inácio – 18-05-20

Acompanhe aqui a mensagem do nosso Arcebispo pra esta segunda-feira (18).

“Paz e benção, queria saudar com muito carinho, no início dessa nova semana, nós estamos na sexta semana da Páscoa, saúdo o senhor, a senhora, você da nossa arquidiocese e também de outros lugares, que nos acompanha pela Rádio Brasil, Felipe, abraço a você e a sua equipe, e convido todos para nós, em nosso coração, criarmos um clima de oração e nós saudamos, como fazemos todas as manhãs, Maria santíssima:

‘Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia!,pois o Senhor que mereceste trazer em vosso seio, aleluia!, ressuscitou como disse, aleluia!, rogai a Deus por nós, aleluia!, alegrai-vos exultai ó virgem Maria, aleluia!, por que o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia!

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém!

Oremos: Ó Deus que pela ressurreição de vosso filho, nosso Senhor Jesus Cristo, fizeste brilhar no mundo a alegria, fazei que pela intercessão da virgem Maria, sua Mãe, cheguemos nas alegrias eternas. Por Cristo, nosso Senhor. Amém!’

Hoje, a palavra de Deus, ela nos ajuda a nós nos fortalecermos no Senhor, de modo particular, no seu espírito. É o Espírito Santo que vai conduzindo Paulo e Silas na sua missão evangelizadora, eles vão de um lugar para o outro, de uma comunidade para a outra, eles não param, e quem os acompanha, quem os ilumina, quem os torna fortes, persistentes é o Espírito Santo, eles se tornaram e se tornam e se mantém sensíveis a presença do Espírito Santo. São pessoas que sabem meditar, que sabem rezar, que sabem dar tempo a Deus e por isso, eles permitem que Deus vá falando dentro.

Quando nós temos uma vida muito agitada, muito ativa, nós somos ativistas, funcionamos demais, não paramos. Isto eu digo para todos nós, para mim bispo, padres, vocês, os leigos e as leigas, todos nós, quando nós não paramos nós pensamos que tudo é como nós, nós imaginamos e também os fracassos vem e nós desanimamos com facilidade e tantas vezes nos falta a criatividade que é própria do Espírito Santo.

Paulo, ele se deixa conduzir pelo Espírito Santo, e ele teve a grandeza, conforme nós lemos hoje em atos, de ir conversar com mulheres, é uma coisa totalmente inconcebida, como também foi no tempo de Jesus, nós sabemos que Jesus também conversava com mulheres, como por exemplo com a Samaritana, narrado no capítulo quarto de São João. Então aqui, em Filipos, Paulo encontra essa mulher, Lídia e ele começa a conversar com as mulheres, faz o anúncio, ele se dá conta que ela presta muita atenção e ela, por graça de Deus, vai compreendendo e o Espírito Santo vai trabalhando o coração dela e ela aceita a fé. Ela é batizada e convida, então, Paulo a adentrar na família dele. Temos um pouco já o aspecto da família, da igreja doméstica, e ela depois se torna um espaço, um espaço a partir do qual é evangelizada aquela cidade.

Quando eu leio esses texto, eu fico sempre impressionado como aquilo que a igreja, hoje, diz, por exemplo, igrejas como comunidades eclesiais missionárias como isso estava presente no início da igreja. Eu também sempre sinto como é importante, como é necessário nós nos convencermos a sairmos de novo, saimos sempre mais, ir ao encontro dos outros em tantos lugares, nós somos por demais acostumados a trazermos tudo para dentro da igreja, como a nossa igreja teria um grande desafio, se nós, de hoje em diante, não pudéssemos mais, nunca mais, abrir as nossas igrejas, esses edifícios construídos, como nós viveríamos a nossa fé? Vocês já pensaram nisso? Se a nossos presbíteros, se nós tivéssemos que ir ao encontro de vocês, onde vocês moram, celebrar uma missa aqui, fazer uma catequese lá, e nós sofrêssemos perseguição, hoje é a perseguição do vírus, mas se fosse uma outra perseguição? Será que nós teríamos coragem do nós nos remodelamos de novo, sermos itinerantes leves, ir ao encontro das pessoas? Eu estou convencido de que nós precisamos ser missionários, a nossa igreja está praticamente ausente das escolas, esses lugares onde nossas crianças estudam, nós praticamente somos ausentes do contato dos professores das nossas escolas municipais e também estaduais, nós poderíamos ver caminhos para chegarmos lá, nas escolas estaduais, inclusive, o secretário, do nosso estado, da educação ele pede para que nós católicos tenhamos presença nas escolas. Então esse é um grande desafio para nós pastores, junto com vocês lideranças, vocês são discípulos missionários de Cristo.

Então eu creio que esse texto de hoje, ele nos provoca, então vamos nos manter assim, provocados, acolher essa provocação que brota do evangelho, vamos rezar isso para que o Espírito Santo mostre espaços de evangelização e que nós sejamos sempre sensíveis a eles. Rezo a presença do altíssimo sobre o seu dia, sobre a sua família,por intercessão de Maria santíssima, que Deus na sua grande bondade, Ele que é Pai, Filho e Espírito Santo esteja no seu viver durante esse dia. Abençoado dia!”

Nenhum evento encontrado!