Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Felipe Zangari

Reflexão Dom João Inácio – 25-03-20

Acompanhe aqui a mensagem de Dom João Inácio nesta quarta-feira, Solenidade da Anunciação do Senhor.

Paz e benção, bom dia Felipe e sua equipe, Bom dia e benção de Deus sobre cada um, cada uma que acompanha essa emissora Rádio Brasil da nossa Arquidiocese de Campinas.

Hoje com toda a Igreja nós celebramos a anunciação do Senhor, e eu estou conversando com vocês, logo antes de rezar o Pai nosso, em sintonia com o Papa, com todos os cristãos e os líderes cristãos do mundo.

Hoje, em nove meses, nós estaremos celebrando a solenidade do Natal, o nascimento do Senhor, hoje é o dia da anunciação, no dia de hoje, o Arcanjo Gabriel foi enviado por Deus a cidade de Nazaré, a esta jovem virgem chamada Maria e conversando com Maria, falando dos desígnios de Deus com ela, o Arcanjo anuncia a Maria que Deus a escolheu como cheia de graça, abençoada entre todas as mulheres, para ela ser instrumento do maior dom que Deus quer fazer a humanidade, o seu filho bendito.

E Maria, ela deve se responsabilizar neste dom, nesta dádiva de Deus. Deus pede a cooperação de maria, Deus pede que ela diga sim, mas não só de boca, mas que a vida dela seja um sim! E maria, ela disse: “Eis aqui a serva do Senhor, faça – se em mim, na minha vida, conforme a tua palavra”.

Deus, mesmo hoje, no evangelho de hoje, Ele continua se mostrando muito sereno, muito simples no seu modo de agir, mas muito consistente e muito sério. Ou seja, Deus fala e as coisas acontecem, a palavra de Deus é eficaz, é viva, ela faz acontecer o que diz, Deus não diz sim e faz o não, e Deus, Jesus assim o revelou, Ele somente faz o bem, o mal não cabe em Deus.

O mal não cabe em Deus, nesses dias tem pessoas que estão dizendo que Deus está castigando, Deus não sabe castigar, Jesus assim o revelou a nós, Deus é bom! Deus é amor, lembra-nos São João. Deus é bom, Deus é amor, Deus é vida, Deus é bom pastor, Deus é porta aberta, Deus é dádiva.

Então, Deus, ele vem a nós e faz sua tenda entre nós, como diz São João no prólogo ‘Alegra-nos muito por que Deus, tanto amou o mundo que deu o seu filho bendito’, Deus tanto ama você, Deus tanto ama a sua família, que ele envia, que ele dá, que ele entrega o seu filho bendito e o seu filho bendito entre nós, Ele continua a mesma lógica do Pai. Ou seja, Ele se entrega por você, ele se entrega por nós. Jesus veio nos mostrar como nós devemos viver, como nós devemos mover, Ele é a vida, Ele sabe o que é vida, Ele é especialista em vida, não existe outro caminho de vida fora Jesus.

Então, o que nós, o que a humanidade, que o mundo precisa aprender cada vez mais, olhar para Jesus, acreditar em Jesus, estudar Jesus e simplesmente fazer o que ele nos ensinou. Se nós fizermos isso, parece algo tão simples, nós não teremos fome, não teremos injustiça, não teremos tantas misérias no mundo, nós teremos um mundo onde todos de fato podemos viver, por que? Por que todos nós nos conheceremos como irmãos e irmãs, todos da mesma família, responsáveis uns com os outros, sintonizados uns com os outros.

Alegremo-nos, a esperança está no nosso horizonte, Deus se lembrou de nós e Deus vem ao nosso encontro. Que a graça do Senhor paire sobre você, sobre a sua família, que Deus na sua infinita misericórdia aqueça o seu coração, coloque esperança nos seus olhos, nos seu coração, alimente a sua fé, para você, nestes dias, ser instrumento de caridade, nós sempre precisamos ser instrumentos de caridade, mesmo em casa. Se eu não posso fazer outra coisa pelos outros, reze. Reze pelo mundo, reze pelas pessoas queridas de vocês, reze por mim, reze pelo nosso Papa, reze por nossos pais, pelas nossas lideranças. Rezemos, rezemos muito hoje, e agora rezemos como nosso Papa.

Que Deus abençoe a cada um, cada uma de vocês, por intercessão de Nossa Senhora da Saúde e Nossa Senhora dos Remédios.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

O Som do Sagrado