Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Região de Campinas ficará na Fase Amarela do Plano SP até fevereiro

O Governo Paulista anunciou no começo da tarde desta sexta-feira (8), em coletiva de imprensa transmitida pela internet do Palácio dos Bandeirantes, que 90% do Estado seguirá na Fase Amarela do Plano SP, que flexibiliza as atividades não essenciais em meio à pandemia da Covid-19. Enquanto isso, as regiões de Marília, Presidente Prudente, Registro e Sorocaba ficarão na Fase Laranja, que é a segunda mais restritiva das cinco existentes.

Ao mesmo foram anunciadas restrições de atividades, que vão passar a valer na segunda-feira, dia 11 de janeiro. Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros e parques estaduais passam a poder funcionar na Fase Laranja. Todas as atividades liberadas poderão funcionar por até oito horas diárias, e não mais apenas quatro, e a capacidade de público também subirá de 20% para 40%, com os estabelecimentos encerrando o atendimento presencial às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido

Já na Fase Amarela será permitida 40% de ocupação presencial pra todas as atividades liberadas, incluindo parques estaduais, e expediente de até dez horas diárias. O atendimento presencial terá que ser encerrado às 22h em todos os setores. Nos bares, as portas devem fechar ao público mais cedo, às 20h. Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas e shows, continuam proibidos.

Segundo o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, as mudanças na classificação das regiões e nas alterações do Plano SP são necessárias por causa do aumento de 30% de novos casos da Covid-19, de 34% de novas mortes e de 8,2% de novas internações causados pela Covid-19. Ele responsabilizou quem não cumpriu as medidas de controle da pandemia no fim do ano passado pelo novo aumento dos casos.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen, é importante dar um voto de confiança pra que a situação da pandemia seja revertida.

O Governo de São Paulo também informou que a próxima reclassificação regional do Plano São Paulo deverá ser realizada em 5 de fevereiro.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Visão Geral