Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Ericka Araújo

RMC continua sem chuva e umidade do ar cai; especialista dá dicas de saúde

A umidade relativa do ar na RMC (Região Metropolitana de Campinas) está abaixo de 60%, que é o índice mínimo recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para a saúde humana. A informação foi divulgada nesta semana semana pela Defesa Civil de Campinas.

Segundo o órgão, a média na região é de 38,89%. O município com menor índice é Indaiatuba, com 31,4%, seguida de Campinas, com 33,1% e, em terceiro lugar, Holambra com 35,1%.

Essa condição de tempo estimula o aumento da concentração de poluentes e a piora da qualidade do ar, o que traz riscos à saúde, como explica o médico pneumologista do Hospital Vera Cruz, Ronaldo Macedo.

Para diminuir os impactos do tempo seco, o médico dá algumas dicas.

Além do tempo seco na região, não há previsão de chuva até o fim desta semana na RMC, de acordo como Cepagri da Unicamp, o que pode prejudicar o abastecimento do Sistema Cantareira.

Na quarta-feira, o volume útil armazenado era de aproximadamente 566 milhões de metros cúbicos. Este número representa 57,7% do volume útil total, que corresponde a aproximadamente 981 milhões de metros cúbicos.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Rádio Brasil Campinas - A Rádio da Nossa Gente!