Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

RMC registra alta de 132% nos casos de covid-19; análise é do Observatório PUC-Campinas

O número de casos confirmados de coronavírus nas cidades da RMC, a Região Metropolitana de Campinas aumentou em 132,5% na 49ª Semana Epidemiológica, ou seja, entre os dias 29 de novembro e 5 de dezembro. Neste intervalo foram notificadas pelas autoridades de saúde 4,8 mil novas infecções e mais 56 mortes causadas pela doença. O aumento percentual de mortes entre a 48ª e a 49ª Semanas Epidemiológicas foi de 33,3%.

A avaliação dos dados foi feita pelo Observatório PUC-Campinas e foi divulgada, pela assessoria de imprensa da universidade, na última segunda-feira (7).

Ainda segundo os especialistas do Observatório, a evolução da pandemia, cuja tendência já havia sido apontada nos boletins anteriores, também aconteceu nas mais de 40 cidades que compõem o DRS-7, o Departamento Regional de Saúde de Campinas. O DRS exibiu taxas de casos superiores em 110% e de mortes acima dos 47% em relação à semana anterior. Só na cidade de Campinas foram contabilizadas novas 1.560 contaminações e 24 mortes.

De acordo com o economista Paulo Oliveira, que coordena as análises do Observatório PUC-Campinas, é necessário aguardar pra avaliar se estamos passando, de fato, por uma segunda onda da Covid-19.

E a tendência pra médio e longo prazo é de que, nas próximas semanas, aconteça uma certa estabilidade do número de novos casos e mortes pela doença. É o que estima o coordenador das análises do Observatório PUC-Campinas, o economista Paulo Oliveira.

O Observatório PUC-Campinas, lançado em 2018, tem o objetivo de atender às três atividades-fim da Universidade: a pesquisa, por meio da coleta e sistematização de dados socioeconômicos da Região Metropolitana de Campinas; o ensino, impactado pelos resultados obtidos, que são transformados em conteúdo disciplinar; e a extensão, que divide o conhecimento com a comunidade.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Estação Brasil