Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Sistema Cantareira sai do nível de alerta após seis meses, mas situação ainda preocupa

O Sistema Cantareira, responsável por abastecer pelo menos oito milhões de habitantes da Região Metropolitana de São Paulo e do interior do Estado, saiu do nível de alerta após seis meses.

O nível de água do sistema, formado pelos rios Jaguari, Jacareí, Cachoeira, Atibainha e Juqueri, estava em 41,4% na tarde da última quinta-feira. Para o Cantareira deixar o estado de alerta, segundo a ANA (Agência Nacional de Águas), o nível deve estar acima de 40% até o último dia do mês de janeiro.

O sistema, com capacidade útil de armazenar 982 milhões de metros cúbicos de água, abastece os moradores das Zonas Norte, Central e partes das Zonas Leste e Oeste da cidade de São Paulo, bem como os municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Carapicuíba e São Caetano do Sul, além de parte dos municípios de Guarulhos, Barueri, Taboão da Serra e Santo André. Cidades no interior como Jundiaí, Americana e Campinas também recebem água do sistema.

Segundo o engenheiro civil e coordenador de projetos do Consórcio PCJ, José Cézar Saad, existe diferença entre o nível e o estado de alerta.

Para o engenheiro civil e superintendente adjunto de regulação da Agência Nacional de Águas, Patrick Thomas, a situação do Cantareira ainda é preocupante.

De acordo com o meteorologista e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, Augusto José Pereira Filho, o Poder Público parece ter aprendido com a crise hídrica de 2014 e 2015.

Para mais informações sobre o assunto acesse o seguinte site: www.ana.gov.br

Imagem: Governo Federal

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Rádio Brasil Campinas - A Rádio da Nossa Gente!