Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Celina Silveira

“Vacina é uma questão técnica”, afirma Dário Saadi

Em entrevista à Rádio Brasil Campinas nesta quinta-feira (03), o prefeito eleito Dário Saadi (Republicanos) disse estar triste com a politização da vacina contra a Covid-19 e que a decisão sobre qual vacina vai imunizar os brasileiros deve ser técnica.

“Eu sou médico há trinta e anos e eu falo o seguinte: vacina é uma questão técnica, ela funciona ou não funciona. Muita gente com essa discussão se esquece do Instituto Butantan. O Brasil é um país que tem um dos melhores programas de vacinação do mundo. Muita gente no meio dessa politização me pergunta: “Dário, você vai tomar vacina de tal país ou tal país?” eu falo “Olha, se o Instituto Butantan de São Paulo assinar embaixo e a Anvisa autorizar eu tomo, eu acredito”. É muito triste você lidar em uma época como essa com a questão da politização. Isso é uma questão técnica, uma questão de saúde pública, não é uma questão política”.

Nesta semana, o Ministério da Saúde divulgou o plano de vacinação contra a Covid-19 que deve ser realizado em quatro etapas a partir de março de 2021.

Segundo o Plano federal, na primeira etapa devem ser imunizados os profissionais da Saúde, indígenas, pessoas acima de 75 anos ou com mais de 60 anos que vivem em asilos e instituições psiquiátricas.

Na segunda e terceira fase devem ser vacinadas as pessoas com mais de 60 anos e pessoas com comorbidades,como doenças renais e cardiovasculares.

A quarta e última etapa divulgada pelo plano federal prevê a vacinação de profissionais da Educação, forças de segurança e salvamento, além da população carcerária.

Até o momento, a Anvisa não aprovou nenhum imunizante contra a Covid-19.

Para o prefeito eleito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), o momento é de união para vencer a pandemia. 

“É claro que a vacinação não vai chegar para todo mundo ao mesmo tempo, vai iniciar com prioridades, mas nós temos que unir força, todos, Executivo e Legislativo, trabalhar para vencer essa fase. Aí, espero, né, que seja a fase final da pandemia”.

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Visão Geral