Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Giovanna Giuga

Valinhos e Hortolândia declaram estado de emergência na Saúde em razão do novo coronavírus

Valinhos e Hortolândia declararam estado de emergência de saúde na segunda-feira (16). A medida permite que as prefeituras adquiram bens, serviços e materiais para enfrentar o novo coronavírus sem necessidade de licitação. Nenhuma das cidades registrou casos confirmados de Covid-19 até o momento.

Valinhos, que investiga 22 casos suspeitos, e Hortolândia, com 12 monitorados, divulgaram uma série de medidas por meio de decreto.

Hortolândia vai suspender aulas nas escolas municipais a partir da próxima segunda-feira (23) e vai liberar o trabalho presencial para servidores da Prefeitura como gestantes e pessoas com mais de sessenta anos por 15 dias, com exceção dos profissionais da Saúde e de Segurança.

No último sábado (14), Hortolândia já havia anunciado também a suspensão de exames eletivos, para reduzir o fluxo de pessoas nos serviços de saúde e, também, o fechamento de teatros e cinemas por 30 dias.

Em Valinhos, as atividades municipais que reúnem pessoas vão ser suspensas esta semana, assim como as aulas na rede municipal de educação, a partir da próxima semana.

Na saúde, o atendimento odontológico nas Unidades Básicas de Saúde foi suspenso, exceto para casos de emergência. Além disso, receitas médicas vão ter prazo de validade prorrogado para que o paciente não precise consultar o médico para obter uma nova receita.

Valinhos também suspendeu atividades culturais e esportivas do município. O tradicional espetáculo “A Paixão de Cristo” também foi suspenso e vai ser adiado.

As prefeituras recomendam que Igrejas, escolas de idiomas e outros cursos suspendam suas atividades.

 

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Nenhum evento encontrado!